Imagine você diante de uma enorme montanha, onde, para chegar até o topo, existem 1.000 degraus. Só de imaginar já dá um certo desespero e desânimo, não é mesmo? Mas e se, ao invés de se preocupar com todas as centenas de degraus, você olhasse degrau por degrau, subisse um de cada vez? A missão ficaria mais fácil, não é mesmo?

A mesma coisa se dá com seus projetos. Tenha em mente qual seu objetivo maior, mas desdobre ele em vários pequenos degraus.


Os métodos mais simples para estimular a produtividade levam em conta o princípio de criar pequenas metas, os micro-objetivos.



Crie micro-objetivos ou micro tarefas, como preferir.

Por exemplo, se a meta final é escrever um texto, comece abrindo um documento no computador. Depois, escreva uma frase, depois um parágrafo e assim por diante.

Fazendo assim, qualquer passo vai parecer uma realização maior do que realmente é. Assim, a motivação cresce e consequentemente, a eficiência também.

Use a técnica dos 5 minutos





Este método consiste em se dedicar a uma atividade por apenas cinco minutos. Parece pouco, mas cinco minutos de atividade são bem mais do que fazer nada – ainda mais a médio ou longo prazo.

Grande parte da procrastinação vem da ansiedade de começar uma tarefa sem saber quanto tempo ela levará, ou exatamente que passos deverão ser realizados. Esse método é muito eficiente porque dá a impressão de ser completamente possível.

Seguindo esta técnica, há grandes chances da energia começar a fluir e, com ela, surgir também vontade de cumprir a meta. Por conta disso, na segunda, ou terceira vez, há chances de o período de trabalho se estender por muito mais do que os minutos previstos.